Este tutorial descreve como converter uma imagem digitalizada em uma ilustração vetorizada. Esse processo é chamado rastreamento ou vetorização e pode ser feito manualmente ou com o uso de uma ferramenta automática. Este tutorial explica como utilizar o Vector Magic para executar essa conversão de modo rápido e fácil.

Que tipo de imagem este tutorial cobre?

Este tutorial cobre:

  • Versões digitalizadas de ilustrações originalmente desenhadas ou impressas em papel

Este tutorial não cobre:

O que é necessário para acompanhar o tutorial?

  • Este tutorial usa a versão para desktop do Vector Magic. É possível fazer download de uma versão para avaliação na página do aplicativo para desktop.

  • A versão on-line é muito parecida com o modo Totalmente automático da versão para desktop. A interface de usuário é um pouco diferente e não há suporte para transparência. Tendo isso em mente, também é possível usar a versão on-line para acompanhar o tutorial.

Práticas mais recomendadas para digitalização de ilustrações que serão vetorizadas

Hardware e software de digitalização variam entre fabricantes. Sendo assim, meus comentários serão os mais gerais possíveis e apenas diretrizes. Experimente com seu hardware, software e material original específicos para descobrir as melhores opções para o seu caso particular. Eu já constatei que:

  • Para material original em branco e preto ou escala de cinza, a melhor opção é a digitalização em escala de cinza.

    • Não escolha o modo de digitalização em branco e preto, pois isso provoca perda de dados devido à quantização.
    • Não escolha o modo de digitalização em cores, pois isso produz distorções coloridas, os chamados artefatos, não desejadas em volta das delimitações de formas.
  • No caso de material original colorido, utilize a configuração de digitalização em cores.
  • Desative a máscara de desfoque ou qualquer outro recurso de contraste ou aperfeiçoamento de bordas. Embora do ponto de vista estético esse tipo de recurso melhore certos aspectos do resultado digitalizado, a vetorização fica mais difícil.
  • Verifique se o vidro do scanner está limpo e sem poeira.
  • Digitalize no intervalo entre 150 e 300 dpi. Em scanners típicos para consumidores, é raro o caso em que faz sentido digitalizar a uma taxa maior do que 300 dpi, pois em resoluções mais altas os scanners fazem suposições sobre os detalhes. Em geral, eu escolho 150 dpi para a maior parte das digitalizações, principalmente se pretender vetorizar o bitmap resultante.
  • Antes de vetorizar, não utilize escala, filtro nem altere a digitalização bruta de nenhuma forma. Você pode cortar a imagem no tamanho correto, mas as operações mais avançadas normalmente servem apenas para remover informações da imagem digitalizada.
  • Visão detalhada da qualidade de digitalização em diferentes resoluções

    Para exemplificar algumas das características de imagens digitalizadas, fiz alguns testes.

    • Eu encontrei uma imagem vetorizada interessante e de domínio público de um desenho de nó celta. O download da versão SVG pode ser feito aqui. Esta é uma versão bitmap rastreada da imagem:
    • Depois, eu imprimi o arquivo usando uma impressora a laser de alta qualidade. O resultado foi uma impressão muito nítida e limpa da imagem, ocupando um quadrado de 6 polegadas (15,2 cm).
    • Em seguida, eu digitalizei a imagem impressa usando um scanner Canon de nível de consumidor, com três resoluções: 150, 300 e 600 dpi.

    Nesta seção, vou descrever minhas constatações. Conforme indicado acima na seção de práticas mais recomendadas, eu concluí que não faz sentido digitalizar com mais de 300 dpi. É verdade que a digitalização com 600 dpi resulta em uma imagem com o dobro do tamanho, mas ela também fica duas vezes mais desfocada.

    As imagens digitalizadas são grandes demais para exibir diretamente neste tutorial, mas estes são os links para os diversos tamanhos: 150 DPI, 300 DPI e 600 DPI.

    Aplicar zoom em uma borda da imagem é revelador.

    150 DPI
    300 DPI
    600 DPI

    No caso de 150 DPI, o desfoque na borda tem largura de basicamente um pixel. É assim que deveria ser. Se a borda for infinitamente bem definida, será vista apenas por um pixel no sensor do scanner. Esse pixel deve ter um tom de cinza adequado, dependendo da posição do pixel em que a borda realmente está.

    No caso de 300 DPI, o desfoque se estende por dois ou três pixels, indicando que o desfoque realmente ocorreu. Não está claro se isso é causado por limitações dos sensores físicos ou por algum processamento executado pelo scanner ou pelo software do scanner. De qualquer forma, a resolução efetiva dessa imagem não é 300 DPI.

    Isso também é verdade no caso de 600 DPI, onde o desfoque se estende por três ou quatro pixels. Novamente, a resolução efetiva de um resultado com esse desfoque deveria ser considerada muito menor.

    Nesse caso, eu acho que faz mais sentido digitalizar com 150 DPI. Situações em que o scanner é melhor talvez justifiquem digitalizar com 300 DPI.

    Vetorização da imagem digitalizada

    Eu optei por usar uma digitalização com 150 DPI. Usando a versão para desktop do Vector Magic, executei os seguintes passos para vetorizar a imagem:

    • Arrastei e larguei a imagem no aplicativo para carregá-la.
    • Selecionei "Assistente básico".
    • Selecionei "Logo com bordas mescladas".
    • Selecionei qualidade "Média"
    • Selecionei "Duas cores".
    • Selecionei "Concluir revisão".
    • Salvei o resultado da maneira desejada.

    Avaliação do resultado

    De forma geral, o resultado é muito bom. Há alguns cantos pontiagudos no original, mas levemente arredondados no resultado. Contudo, a maior parte do resultado vetorizado corresponde bem ao original. O download do resultado SVG desta vetorização pode ser feito aqui.

    As capturas de tela abaixo mostram uma seção do resultado com a aplicação de zoom. A primeira imagem é o resultado vetorizado, a segunda é a seção correspondente no bitmap e a terceira é uma sobreposição dos caminhos vetoriais no bitmap original. Nesta seção, o resultado parece nítido e limpo, reproduzindo claramente e muito bem a forma original.

    Digitalização de baixa qualidade

    Infelizmente, nem todas as imagens originais são tão nítidas e limpas como no exemplo anterior, que foi gerado via a impressão de um gráfico vetorizado em uma impressora a laser e, finalmente, digitalizado. O exemplo a seguir é muito mais difícil.

    Esta imagem digitalizada é muito mais típica. O operador cometeu o erro de deixar o scanner no modo colorido, o que criou distorções coloridas, ou artefatos, ao longo das delimitações da forma. A qualidade da impressão original parece ser ruim e a forma como um todo é irregular, como se fora desenhada à mão. Uma versão com tamanho reduzido da imagem é mostrada abaixo. A versão com resolução integral pode ser encontrada aqui.

    A visualização em zoom, abaixo, ilustra alguns dos desafios desta imagem original.

    A descoloração pode ser vista claramente. A parte superior das formas brancas tem tonalidade azul e a parte inferior tem tonalidade vermelha. As bordas também parecem bastante irregulares.

    O resultado vetorizado

    Novamente, eu usei a versão para desktop do Vector Magic para vetorizar a imagem. Neste caso, tentei tanto a configuração de qualidade "Média" quanto a "Baixa" para ver o resultado.

    É importante saber que quando uma imagem grande como esta é carregada na versão para desktop do Vector Magic, o programa analisa a imagem para determinar se faz sentido reduzir seu tamanho. Note que a função de redimensionamento utilizada pelo programa foi selecionada cuidadosamente para melhorar a qualidade tanto quanto possível, utilizando a média de pixels de forma eficaz. A maioria dos recursos de redimensionamento nos editores de bitmap comerciais não executam as operações de mudança de escala dessa maneira. Portanto, utilize o Vector Magic para executar qualquer operação de redução. Além disso, nunca aumente o tamanho do bitmap antes de carregá-lo no Vector Magic. Esse tipo de operação sempre reduz a qualidade do resultado.

    Os resultados estão disponíveis aqui: baixa (SVG), média (SVG).

    As três imagens a seguir mostram a digitalização original e os dois resultados vetorizados, todos com aplicação substancial de zoom. A primeira é a original, a segunda é o resultado baixo e a terceira é o resultado médio.

    Qual dos resultados é o melhor é uma questão de preferência. O resultado com qualidade baixa usa menos nós e resulta em uma geometria mais simples. O resultado com qualidade média reconstrói a geometria com mais fidelidade, mas usa mais nós. Eu, particularmente, prefiro o resultado com qualidade de original média, mas posso ver os pontos fortes dos dois casos.

    Eu incluí uma imagem final dos caminhos do resultado médio sobre o bitmap. Como sempre, você pode ver que os caminhos seguem muito de perto o bitmap original. Essa característica é um dos muitos pontos fortes do Vector Magic em relação a outras ferramentas para vetorização automática.

    Conclusões

    Este tutorial ofereceu diretrizes e sugestões sobre o uso da versão desktop do Vector Magic para obter a melhor vetorização de imagens digitalizadas. Várias dicas práticas foram dadas para ajudar você a aproveitar ao máximo seu original e seu scanner. Também mostramos dois exemplos de vetorização de imagem digitalizada: o primeiro tinha digitalização de alta qualidade de um original nítido e de boa qualidade, enquanto o segundo tinha digitalização de baixa qualidade de um original também de baixa qualidade.

    Recomendo muito que você faça testes com a ferramenta. O Vector Magic é uma ferramenta muito potente para vetorização de imagens digitalizadas quando usado adequadamente.


Corte prévio

Sua imagem excede o limite de tamanho. Para obter melhores resultados, corte a imagem mantendo a parte que quer vetorizar.

Limite de tamanho


Imagem original

Tamanho:
Proporções:
Megapixels:

Imagem cortada

Tamanho:
Proporções:
Megapixels:
A imagem cortada excede o limite de tamanho e será reduzida para cumpri-lo.
Dentro do limite de tamanho; resolução integral preservada.

Erro de Javascript :-(


Por favor, ajude-nos a sanar o problema!